5 erros que você pode evitar na hora de construir ou reformar

Atualizado: 3 de dez. de 2020


5 erros que você pode evitar na hora de construir ou reformar
5 erros que você pode evitar na hora de construir ou reformar

Construir ou reformar não é uma tarefa simples. É algo que exige planejamento, organização, conhecimento e um controle de execução excepcional para que o projeto seja executado da maneira correta.


Caso contrário, provavelmente ocorrerão erros na sua construção que, além de afetarem a funcionalidade da edificação, podem colocar em risco a segurança da sua família, provocar prejuízos financeiros e muita dor de cabeça.


Conheça as falhas mais comuns na hora de construir ou reformar.



1. Não prever o caimento do piso para escoamento de água

A execução incorreta do piso em áreas molhadas pode passar despercebida durante a obra. Porém, existe uma grande chance de provocar um grande transtorno quando estes ambientes estiverem sendo utilizados.


Áreas destinadas a banheiros, cozinhas, varandas, quintais e duchas de piscinas precisam ser construídas pensando no direcionamento do piso para os ralos. Caso contrário, você corre o risco de ter os cômodos inundados ou com água empoçada. Sem contar que o acúmulo de água nestes ambientes pode trazer prejuízos ao estragarem móveis, revestimentos, pinturas, portas, rodapés, etc.


5 erros que você pode evitar na hora de construir ou reformar
5 erros que você pode evitar na hora de construir ou reformar

Se este tipo de erro for descoberto apenas quando a construção estiver finalizada, provavelmente a única maneira de corrigi-lo será refazendo o piso. Ou seja, você terá desperdício de dinheiro, tempo, além do transtorno decorrente do quebra-quebra.



2. Não executar a impermeabilização da estrutura e paredes

Provavelmente você já deve ter visto por aí paredes com a presença de umidade que acabam provocando o destacamento da pintura e, às vezes, até do reboco próximo ao piso.


Isso ocorre porque a água presente no solo infiltra nos elementos enterrados e sobe, por capilaridade, pelas paredes.


Uma forma de prevenir este tipo de problema é, durante a obra, escolher e aplicar corretamente os impermeabilizantes nestes elementos, seguindo sempre a recomendação do fabricante quanto à quantidade, forma de aplicação e tempo de secagem.


3. Não dar a devida importância para as instalações elétricas e hidráulicas

Apesar das instalações elétricas e hidráulicas estarem escondidas sob o piso ou embutidas nas paredes, elas devem ser projetadas e executadas por profissionais capacitados e atender às normas técnicas para que funcionem adequadamente e com segurança.

Se a sua instalação elétrica não estiver dimensionada adequadamente para o uso simultâneo de equipamentos, como chuveiros, máquinas de lavar, fritadeiras elétricas, secadores de cabelos e aparelhos de ar condicionado, você sofrerá com os desarmes frequentes de disjuntores ou superaquecimento da fiação, aumentando o risco de incêndios e gerando desperdício de energia.


No caso das instalações hidráulicas, falta de projeto e falha na execução pode resultar em retorno de espuma em ralos, mau cheiro, ruídos, vibrações, entupimento e vazamento das tubulações.



4. Não investir em um projeto luminotécnico

Elaborar um projeto luminotécnico é essencial para definir corretamente a iluminação de um ambiente, além de valorizar a decoração e deixar os cômodos mais aconchegantes. Além disso, a iluminação bem projetada e executada destaca e valoriza a arquitetura da casa.


5 erros que você pode evitar na hora de construir ou reformar
5 erros que você pode evitar na hora de construir ou reformar

5. Não planejar a quantidade e a posição das tomadas

Pensar antecipadamente na quantidade e na posição das tomadas ajuda a poupar muitos aborrecimentos futuros.


A norma brasileira NBR 5410, que determina as condições e regras para as instalações elétricas de baixa tensão, estabelece que seja previsto um número mínimo de pontos para cada ambiente.


a) Em quartos e salas, deve ser previsto pelo menos um ponto de tomada a cada 5 metros;

b) Em cozinhas, lavanderias e áreas de serviço, são 3,5 metros para cada tomada;

c) Em banheiros, deve ser previsto pelo menos um ponto de tomada, respeitando uma distância mínima de 60 cm do limite do boxe.


Uma dica que pode ajudá-lo na definição adequada da quantidade e posicionamento dos pontos de tomadas, é considerar a distribuição dos móveis no ambiente e a quantidade de equipamentos a serem ligados.


Além disso, imagine que, no futuro, você poderá distribuir de uma outra forma o mobiliário. Assim, considere as tomadas para esta situação também.



A EasyObras descomplica a sua vida na hora de construir ou reformar

Somos uma empresa de engenharia formada por profissionais com profunda experiência em construção.


Seja trabalhando em pequenas reformas ou em obras de novas residências compactas ou amplas, comércio ou indústria, cada novo desafio de construção nos enche de orgulho e nos motiva a fazer cada vez melhor.


Dirigida pela engenheira civil, Andrea Juste, a EasyObras coloca os clientes no centro do negócio, não poupando esforços para construir seu sonho de forma descomplicada, que caiba no seu bolso, com qualidade, transparência e superando todas as expectativas, para que você possa curtir sua vida intensamente.


Nosso olhar é apurado e crítico, o que contribui muito para antecipação de problemas futuros, evitando quebra-quebra e gastos extras com material e mão de obra.


Cuidamos de todo processo de administração da construção ou da reforma do seu imóvel, do início ao fim, oferecendo a melhor solução de prazo e de custo para você e sua família.


Estamos aqui para construir os seus sonhos!

Faça um orçamento. É rápido, fácil e sem compromisso.



Contato

contato@easyobras.com.br

(14) 99812-1849

Bauru / SP


 

Veja também

192 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo